Dezembro Vermelho: Dia Mundial de Luta contra a AIDS

No dia 27 de outubro de 1988, há 31 anos, a Assembleia Geral da ONU e a Organização Mundial de Saúde instituíram o dia 1º de dezembro como o Dia Mundial de Luta contra a Aids, cinco anos após a descoberta do vírus causador da aids, o HIV. A

No dia 27 de outubro de 1988, há 31 anos, a Assembleia Geral da ONU e a Organização Mundial de Saúde instituíram o dia 1º de dezembro como o Dia Mundial de Luta contra a Aids, cinco anos após a descoberta do vírus causador da aids, o HIV. A iniciativa foi bem aceita e, até hoje, o Primeiro de Dezembro é marcado em todo o mundo como a data para o combate ao preconceito e ao estigma em torno da doença. Na Bahia, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), juntamente com diversas entidades e órgãos públicos, se une para a realização da 6ª Edição do Dezembro Vermelho, em alusão aos eventos, atividades e mobilizações feitas em torno do dia 1º de dezembro.
As ações do Dezembro Vermelho buscam sensibilizar a população quanto à importância do acesso à informação adequada sobre HIV, sobre a evolução dos métodos de prevenção e de tratamento. Diversos estudos já demonstraram, por exemplo, níveis indetectáveis de HIV no organismo de uma pessoa que vive com o vírus e esteja em tratamento antirretroviral significa que o vírus deixa de ser transmitido a outras pessoas. Este é um passo importante para que se consiga cumprir o compromisso, assinado na Declaração de Paris, de acabar com a epidemia de AIDS enquanto ameaça à saúde pública até 2030.
Segundo dados mais recentes do UNAIDS, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS, cerca de 37,9 milhões de pessoas viviam com HIV em todo o mundo até dezembro de 2018 e, destas, 24,5 milhões tinham acesso à terapia antirretroviral – medicamentos capazes de salvar vidas – até junho deste ano. Apesar deste enorme avanço, o mundo ainda registrou 1,7 milhão de novas infecções em 2018 e 770 mil mortes em decorrência da AIDS. Na Bahia, até setembro deste ano, 455 pessoas vieram a óbito por causa da doença. Em 2018, esse número foi de 574 e, em 2017, 623 óbitos foram registrados.
Programação do Dezembro Vermelho
A programação no domingo, dia 1º de dezembro (Dia Mundial contra AIDS): Show Solidariedade (10h) na Praça Teresa Batista, no Pelourinho. A entrada será uma lata de leite em pó; Das 15 às 19h, Ação no Farol/Porto da Barra com todas as instituições e convidados. – Tenda com serviços e orientações sobre HIV (prevenção combinada) -Testagem para HIV e sífilis com Unidade Móvel – Pipoca da Prevenção, distribuição de insumos de prevenção; Distribuição do autoteste de HIV para os jovens HSH e jovens travestis e mulheres trans; Jogos interativos com o público jovem sobre sexualidade, Orientação Sexual, HIV e AIDS; Apresentação performática Drag Queen.
Nos dias 2, 3 e 4 de dezembro, das 9h às 16h, haverá ação de testagem rápida de HIV e sífilis na loja do Esporte Clube Bahia. No dia 5, haverá distribuição de preservativos na Fonte Nova, antes do jogo do Bahia com o Vasco da Gama. Ainda no dia 5/12, quinta-feira, das 9 às 13h, acontece o IV Seminário Posithivamente, na Associação Baiana de Medicina (ABM), promovido pela Unaids.
Até o dia 16 de dezembro, o calendário de atividades na capital baiana prevê também a inauguração de uma nova farmácia municipal com dispensação de antirretrovirais, no Comércio, e a realização do Seminário de Atualização em HIV e AIDS para gestores de saúde de Salvador – do projeto Viva Melhor Sabendo Jovem Salvador, feito em parceria entre GAPA Bahia, UNICEF, UNAIDS e Secretaria Municipal de Saúde, através do SAE São Francisco. Além disso, neste dia, das 8h30 às 12h, acontecerá Sessão Solene da Câmara dos Vereadores de Salvador, em alusão ao 1° de dezembro Dia Mundial de Luta contra Aids.
Instituições participantes: Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (Cedap), Gapa Bahia, Instituição Beneficente Conceição Macedo- IBCM, Programa das Nações Unidas sobre HIV/Aids- UNAIDS, UNICE, UNFPA, SAE São Francisco, SAE Marymar Novais, Secretaria de Saúde da Bahia- (Sesab); Secretaria Municipal de Saúde- SMS, RNP+/BA, Cidadãs PositHIVas/BA, Projeto PrePara Salvador.
Fontes: Sesab e Unaids

Vamos compartilhar?

Compartilhar no facebook
Share on Facebook
Compartilhar no twitter
Share on Twitter
Compartilhar no linkedin
Share on Linkdin
Compartilhar no pinterest
Share on Pinterest

Deixe um comentário

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support